A dialética entre Inhotim e a paisagem natural

instalação Beam Drop, de Chris Burdan

Uma das instalações mais interessantes é essa de Chris Burdan, com barras de minério de ferro fincadas no topo de uma colina do parque.

A gente chega lá em cima, olha ao redor e vê as montanhas da região carcomidas por imensas escavações das mineradoras, além do desmatamento para a pecuária extensiva. Ironicamente, causadas pela atividade dos donos do parque, cujas empresas já receberam milhões de multa por desmatamento da Mata Atlântica mineira.

Imagem

Imagem

Inhotim se localiza num município pobre, que sempre viveu da mineração e da pecuária. Visualmente, a cidade é de dar dó, apesar da candura do nome: Brumadinho.

Imagem

Ainda hoje, embora esteja na região metropolitana de Belo Horizonte, não tem nem asfalto para ligar seus distritos.

Mas as barras de ferro de Burdan lembram bem (pra quem quiser ver) quem são os responsáveis por aquela paisagem.

Abaixo vídeo que documenta o processo de criação da escultura em Inhotim. Dirigido por Pablo Lobato, o vídeo foi produzido pela Teia.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: