Amazonas, guerreiras não por acaso

Minha homenagem no dia internacional da mulher

foto: Rosana Pantoja

Rosana: ribeirinho tem de fazer de tudo um pouco

Durante séculos procuraram as guerreiras floresta adentro e não encontraram nada. Nem perceberam que, na verdade, elas estavam em todos os cantos. E não é por acaso que têm esse nome.

Passei a semana fazendo uma matéria sobre o perfil das mulheres extrativista na Amazônia e conheci algumas delas. Lindas! Mil histórias.

Rosana, aí na foto, é um bom exemplo da Amazônia que acredito. Ela tem família que mora na várzea do rio Pará. É mestre no extrativismo do açaí, pescadora artezanal. E ainda cozinha deliciosas receitas da floresta nos eventos em Curralinho, na ilha do Marajó. Tá sempre fazendo curso, tem celular e não pensa em mudar pra Belém.

Pra ela, um super abraço no dia que é só dela (s).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: